Lagoa Bonita

Tipo: Lagoa.
Localização: Coordenadas geográficas S10º07’50.7” e W49º57’30.8”.
Distância da sede da Fazenda: Aproximadamente 10 km.
Condições de acesso: Relativamente fácil no verão por estrada de chão. O caminho não é óbvio, portanto é necessário ter sempre à frente um dos funcionários da fazenda. É aconselhável também ter carro alto e traçado. No inverno, chega-se de barco ou a cavalo, dependendo do nível de água no campo cerrado.
A lagoa é extremamente bonita. Muito grande, tem um formato curioso: dá a impressão de formar um grande círculo. A paisagem como um todo chama a atenção. É circundada por uma prainha de areias brancas e fofas tendo ao fundo a mata ciliar. Nota-se a presença de muitos pássaros. A lagoa é repleta de peixes como o tucunaré e o pirarucu. Há também botos, ariranhas, tartarugas (há registros de desova de quelônios – tracajá e tartaruga-da-amazônia – nas praias que circundam a lagoa).
 
Esta área é utilizada por algumas famílias de Pium, que de posse da autorização do gerente da fazenda acampam nas margens da lagoa (na época do verão). Observa-se algum lixo na praia e na mata ao redor, provavelmente resultado desses acampamentos.
 
A distância entre o Lago do Bicho e a Lagoa Bonita é de 2,2 km por estrada de chão. No verão a lagoa está isolada, mas, no inverno, junta-se com o Lago do Bicho e com a Lagoa Feia.
Tipo: Trilha / Praia no Rio Javaés.
Localização: Coordenadas geográficas S10º08’55.5” e W49º59’31.3”.
Distância da sede da Fazenda: Aproximadamente 15 km.
Condições de acesso: Relativamente fácil no verão por estrada de chão. Para se alcançar a Ilha do Padre, é necessário circundar um trecho da Lagoa Bonita, passando por uma área de areia fofa até o ponto de entrada na mata. Segue-se de carro (ou pode ser feito a pé) por um caminho no cerrado até o começo da trilha que adentra uma mata de igapó, no entorno do Rio Javaés. Dali continua-se a pé até o encontro com o rio. Este caminho só pode ser feito no verão. Pode-se chegar de barco também, pois a Ilha localiza-se no Rio Javaés. No inverno, o acesso se dá somente por barco.
A trilha para se alcançar a Ilha do Padre deve ser feita a pé. Passa-se por ambientes originais de mata de igapó, realmente bonitos. No caminho, várias pegadas frescas de onça e anta. A marca d´água nas árvores indicava que na ultima cheia a água teria alcançado cerca de 3 metros. Extensão da trilha: aproximadamente 1,5 km.
 
No final da trilha, chega-se a uma praia maravilhosa no Rio Javaés, onde pode-se perceber rastros de uma infinidade de pássaros e aves, rastros de anta, de onça, de tracajá (inclusive uma cova com ovos). A Ilha do Padre fica à direita, em um braço seco do rio e parece paradisíaca, repleta de palmeiras.

Acesso

WebMail

Usuário:

Senha:

<